Tudo sobre as Eleições 2018

Candidato Geraldo Alckmin 45

Médico, PSDB

Dados do candidato

Nome na urna: Geraldo Alckmin
Número: 45
Situação da candidatura: Deferido (Apto)
Fonte: TSE. Atualizado em 10/10/2018 12:52
Vice: Ana Amélia (PP)
Estado: BRASIL
Partido: PSDB - Partido da Social Democracia Brasileira
Coligação: PARA UNIR O BRASIL
Composição: PSDB / PTB / PP / PR / DEM / SOLIDARIEDADE / PPS / PRB / PSD

Resultado da Apuração

Candidato ao cargo de Presidente do Brasil pelo PSDB, Geraldo Alckmin obteve 5.096.349 votos (4,76% dos votos válidos) mas não foi eleito nas Eleições 2018.

Situação: Não foi eleito
Votos: 5.096.349 (4,76% dos válidos)
Resultado Completo: Presidente do Brasil
Santinho Geraldo Alckmin 45 (PSDB) Presidente | Brasil | Eleições 2018
Compartilhe este candidato

Atualizado em 10/10/2018 12:52 com dados do TSE. Encontrou alguma informação incorreta? Veja aqui como proceder.

Últimas notícias sobre Geraldo Alckmin

Últimos Gráficos: Presidente

+ Todos os gráficos

Programa de governo do candidato Geraldo Alckmin

O programa de governo de Geraldo Alckmin (PSDB) traz as diretrizes gerais de trabalho do tucano ao longo de 9 páginas. Dividido em três eixos -- Brasil da Indignação, Brasil da Solidariedade e Brasil da Esperança --, Alckmin propõe tolerância zero com a corrupção, reformas (política e da Previdência), o combate ao crime organizado, priorização da primeira infância e abertura da economia para atrair investimentos.

proposta_PSDB.pdf
Veja o programa de todos os candidatos

Propostas do candidato Geraldo Alckmin

Veja o que pensa Geraldo Alckmin, candidato do PSDB a Presidente nas Eleições 2018, em áreas como saúde, economia, educação e segurança

  • Corrupção

    1. Tolerância zero com a corrupção
    2. Criar mecanismos de transparência para que o cidadão possa acompanhar a execução das políticas públicas e opinar sobre elas
  • Cultura

    1. Reconheceremos as diversas manifestações da cultura brasileira em seu valor intrínseco, como ferramenta de projeção do Brasil e como parte da política de desenvolvimento econômico
  • Economia

    1. Defende a criação do IVA com alíquota única cobrado no destino. O tributo substituiria uma série de impostos, a partir da proposta do tucano, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Imposto Sobre Serviços (ISS), o Programa de Integração Social (PIS), a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI).
    2. Defende a necessidade de reformas como desburocratização, modernização e abertura da economia. Defende uma agenda de competitividade.
    3. Promete zerar o déficit público em menos de dois anos.
    4. Dobrar a renda da população depois de um tempo pré-determinado, ainda a ser definido.
    5. Corrigir o FGTS pela Taxa de Longo Prazo (TLP), para garantir ganhos reais acima da inflação
    6. Privatizar estatais. Diz que a privatização é a peça-chave do programa de governo
    7. Não vai privatizar Petrobras nem o Banco do Brasil.
    8. Manter o teto de gastos.
    9. Promete uma reforma tributária para simplificar o sistema tributário. Promete transformar os impostos IPI, ISS ICMS, PIS e COFINS em um único imposto (IVA). Promete que não vai aumentar a carga tributária, e sim reduzir despesas e fazer a economia crescer.
    10. Defende o papel regulador e fiscalizador do Estado.
    11. Defende a reforma Trabalhista realizada pelo atual governo, mas promete aperfeiçoamentos pontuais. Como exemplo, usa o caso de mulheres grávidas em ambientes insalubres.
    12. Criar e desenvolver o ‘Projeto Cidadão’: menos regras, menos certidões, mais confiança na idoneidade dos cidadãos e punição rigorosa para quem fraudar
    13. Descentralizar o poder e dar mais autonomia para estados e municípios
    14. Priorizaremos políticas que permitam às regiões Norte e Nordeste desenvolver plenamente as suas potencialidades em áreas como energias renováveis, turismo, industria, agricultura e economia criativa
    15. Abriremos a economia e faremos com que o comércio exterior represente 50% do PIB. isso é vital para retomarmos a agenda de competitividade do pais
    16. Transformaremos o Brasil no país mais atrativo para empreender e investir na América Latina
    17. Usaremos a nossa diplomacia para firmar acordos comerciais que nos ajudem a expandir os mercados brasileiros no exterior e a reinserir o país na economia global
    18. Promoveremos o desenvolvimento da indústria 4.0, da economia criativa e da indústria do conhecimento, fomentando o empreendedorismo em áreas de inovação, da cultura, do turismo e, especialmente, em áreas onde já somos líderes, como a agroindústria
    19. A liderança do Brasil na agricultura será reforçada pela transformação do Plano Safra em um plano plurianual para dar previsibilidade às regras da política agrícola, pela garantia da paz e da segurança jurídica no campo e pela consolidação dos programas de seguro agrícola e rural
  • Educação

    1. Apoio à reforma do ensino médio feita pelo governo Michel Temer.
    2. Ganhar 50 pontos no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), que afere o desempenho de estudantes em Língua Portuguesa, Matemática e Ciências.
    3. A revolução na educação básica requer um sério investimento na formação e qualificação dos professores. Vamos transformar a carreira do professor numa das mais prestigiadas e desejadas pelos nossos jovens
    4. Garantir que todas as crianças estejam plenamente alfabetizadas até 2027
    5. Fortaleceremos o ensino técnico e tecnológico, qualificando os jovens para atua na nova economia
    6. Vamos estimular as parcerias entre universidades, empresas e empreendedores para transformar a pesquisa, a ciência a tecnologia e o conhecimento aplicado, em vetores do aumento de produtividade e da competitividade do Brasil
  • Estrutura de governo

    1. Promete diminuir o tamanho do Estado, através da redução de custos.
    2. Combater o desperdício, reduzindo o número de ministérios e cargos públicos e cortando despesas do Estado, bem como mordomias e privilégios
    3. Estabelecer uma cultura de acompanhamento e avaliação dos resultados de todas as políticas públicas implementadas pelo Estado
  • Infraestrutura

    1. Vamos dar prioridade aos investimentos em infraestrutura, em parceria com a iniciativa privada, como fator estratégico para aumento da competitividade da economia brasileira
  • Meio Ambiente

    1. Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), servirão como referências no relacionamento externo brasileiro. A gestão da Amazônia, bioma compartilhado com nações amigas, receberá especial atenção. O meio ambiente e o desenvolvimento sustentável são grandes ativos do Brasil. Perseguiremos com afinco o cumprimento das metas assumidas no Acordo de Paris
    2. O Brasil vai crescer de forma sustentável. Somos a principal nação do mundo para liderar a economia verde, conciliando desenvolvimento com preservação. Por isso, seremos firmes e técnicos na questão ambiental, evitando a politização e a visão de curto prazo que pautaram os debates ambientais
  • Política Externa

    1. Manter a política externa do governo Michel Temer.
    2. Apostar na Aliança do Pacífico e na possibilidade de o Brasil ingressar no futuro na Parceria Transpacífico (TPP).
    3. Nas Relações Exteriores, o Brasil vai defender vigorosamente os valores que prezamos internamente, como a democracia e os direitos humanos, em especial na América do Sul
  • Previdência

    1. Prometendo apresentar uma reforma da Previdência que iguale os trabalhadores dos setores público e privado, Alckmin garante que os militares não ficariam de fora de uma reforma apresentada em um eventual governo, mas que a proposta para as Forças Armadas precisa ser discutida de forma separada.
    2. Defende um regime único de Previdência Social para todos os setores, com aposentadoria complementar proporcional a capitalização individual do trabalhador. Promete deixar as Forças Armadas de fora do regime único, mas garante que fará alterações no sistema atual.
    3. Considera inviável o sistema de capitalização
  • Programas Sociais

    1. Vamos dar prioridade à primeira infância. Promoveremos a integração de programas sociais, de saúde e educação, do período pré-natal até os seis anos de idade, para que nossas crianças possam ter, de fato, igualdade de oportunidades
    2. Vamos incrementar o programa Bolsa Família, aumentando os benefícios para os mais necessitados
    3. Adotaremos políticas afirmativas para as populações negra e indígena, garantindo a igualdade de oportunidades
    4. Vamos zelar pelo cumprimento dos dispositivos da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência e promover sua regulamentação
    5. Oferecer proteção especial para o idoso, mediante programa de combate aos maus tratos, como também de acesso à moradia, educação e cursos profissionalizantes
  • Reforma Política

    1. Defende o voto distrital ou distrital misto, o fim das coligações proporcionais, cláusula de barreira, redução no número de senadores de três para dois por Estado e diminuição do número de deputados federais e estaduais.
  • Saúde

    1. Cobrar da seguradora de saúde o atendimento feito no SUS aos segurados.
    2. A digitalização de dados, a implantação de um cadastro único de todos os usuários do SUS e a criação de um prontuário eletrônico com o histórico médico de cada paciente, são passos fundamentais para melhorar a qualidade do atendimento na saúde e combater desperdícios
    3. Vamos ampliar o Programa Saúde da Família e incorporar a ele mais especialidades
    4. Criaremos um programa de credenciamento de ambulatórios e hospitais “amigos do idoso”
    5. Vamos fomentar ações voltadas à prevenção da gravidez precoce, adotando estratégias educativas de sensibilização de adolescentes e apoio integral no caso de gestação
  • Segurança Pública

    1. Defende a facilitação do porte de arma em área rural.
    2. Aumentar o tempo de internação do menor que cometer crime hediondo, de três para oito anos, e aumentar a pena para adultos que usem menores de idade em crimes.
    3. Criar metas nacionais para elucidação e redução de homicídios com regras nacionais para a integração das polícias militar, civil e técnico-científica.
    4. Defende o enfrentamento ao tráfico de drogas, tráfico de armas, contrabando e lavagem de dinheiro. Para isso, vai criar uma Agência Nacional de Inteligência para unir as inteligências das Forças Armadas, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, dos Estados e a criar a Guarda Nacional.
    5. Promete a redução da letalidade policial, através do combate ao tráfico de armas.
    6. Promete ações de diplomacia com países vizinhos para o enfrentamento do tráfico de drogas e de armas. Propõe uma ação latino-americana para combate à criminalidade.
    7. Defende ações integradas entre Governo Federal, Estaduais e Municipais para prevenção à criminalidade, inclusive com repasse de recursos.
    8. Reduzir o número de homicídios, engajando estados e municípios para reduzir a taxa de homicídios para, pelo menos, 20/100 mil habitantes
    9. Combater o crime organizado e o tráfico de armas e drogas com a integração da inteligência de todas as polícias
    10. Criar a Guarda Nacional como polícia militar federal apta a atuar em todo o território nacional
    11. Apoiar uma ampla revisão da Lei de Execução Penal para tornar mais difícil a progressão de penas para os infratores que cometeram crimes violentos e que tenham envolvimento com o crime organizado
    12. Atuaremos na prevenção primária e secundária ao crime nas áreas mais violentas do país, com atenção especial aos jovens, que são sua maior vítima
    13. Vamos estabelecer um pacto nacional para a redução de violência contra idosos, mulheres e LGBTI e incentivar a criação de redes não-governamentais de apoio ao atendimento de vítimas de violência racial e contra tráfico sexual e de crianças

Geraldo Alckmin nas pesquisas

Mapa de intenção de votos do candidato Geraldo Alckmin por estado, segundo pesquisa IBOPE de agosto de 2018



Veja o mapa dos demais candidatos aqui



Interaja com o gráfico: use as setas para alterar o instituto de pesquisa



Compare as pesquisas Datafolha, Ibope e de outros institutos com a intenção de voto para Lula, Bolsonaro, Alckmin e todos os candidatos a presidente nas Eleições 2018:

Ver todas as pesquisas

Opiniões

A candidatura

Publicamos edital, eu fui o único inscrito e, portanto, habemus candidato

Em entrevista em Washington (EUA), 06/03/2018

Não pode ter uma credencial melhor do que ter sido eleito por três vezes. (...) Há um esgotamento da política tradicional. Mas o que é o novo? É a idade? É não ter experiência nenhuma? O novo, no Brasil, é ter coragem de enfrentar as corporações.

Em entrevista em Washington (EUA), 06/03/2018

Aécio Neves

Eu reconheço o bom trabalho do Aécio em Minas Gerais, como governador. Cabe a ele decidir se vai ser candidato

Evitando responder sobre receber o senador em seu palanque, 06/03/2018

Patrimônio que Geraldo Alckmin declarou ao TSE

Item Valor declarado
TOTAL 1.379.131,70
VGBL - Vida Gerador de Benefício Livre 391.485,19
Apartamento 323.806,02
Fundo de Curto Prazo 219.725,41
Terra nua 110.959,51
VGBL - Vida Gerador de Benefício Livre 80.000,00
Casa 52.822,98
Outros bens móveis 48.780,00
Terra nua 30.091,04
Prédio comercial 27.758,52
Quotas ou quinhões de capital 24.000,00
Outros bens imóveis 20.000,00
Depósito bancário em conta corrente no País 18.820,67
Depósito bancário em conta corrente no País 15.000,00
VGBL - Vida Gerador de Benefício Livre 9.264,36
Ações (inclusive as provenientes de linha telefônica) 5.010,00
Ações (inclusive as provenientes de linha telefônica) 1.608,00

Veja os bens declarados por todos os candidatos



Veja todos os candidatos a presidente

Últimas Pesquisas: Brasil

PUBLICIDADE