Tudo sobre as Eleições 2018

Candidato João Arruda 15

Deputado, MDB

Resultado da Apuração

Candidato ao cargo de Governador no Paraná pelo MDB, João Arruda obteve 705.976 votos totalizados (13,19% dos votos válidos) mas não foi eleito nas Eleições 2018.

Situação: Não foi eleito
Votos: 705.976 (13,19% dos válidos)
Resultado Completo: Governador no Paraná
Resultado por cidades: Votação de João Arruda por municípios
+ Todos os resultados

Dados do candidato

Nome na urna: João Arruda
Número: 15
Situação da candidatura: Deferido (Apto)
Fonte: TSE. Atualizado em 13/11/2018 13:30
Vice: Professora Eliana Cortez (MDB)
Estado: PARANÁ
Partido: MDB - Movimento Democrático Brasileiro
Coligação: PARANÁ: EMPREGO, EDUCAÇÃO E COMBATE A CORRUPÇÃO
Composição: MDB / PDT / SOLIDARIEDADE / PC do B

Opiniões do candidato

  • Rever a reforma da Paranaprevidência:

    A favor
    É a favor de rever a reforma da Paranaprevidência, feita pelo governo Beto Richa?
    A favor

    "Essa revisão do Beto Richa foi mentirosa e enganosa. A previdência estadual já contabiliza um déficit atuarial projetado próximo de R$ 16 bilhões. O assalto ao caixa da Paranaprevidência feito pelo governo de Richa, Cida e Ratinho foi uma das ações mais levianas deste governo. A Previdência será pensada dentro de um contexto de reforma ampla do Estado, mas sem massacrar nossos aposentados e pensionistas com arrochos e cortes de benefícios."

  • Diminiuir repasse do Executivo a outros poderes:

    A favor
    É a favor de retirar o Fundo de Participação dos Estados (FPE) do cálculo do repasse a outros poderes e órgãos (Legislativo, Judiciário, MP e TCE)? Em 2018, a medida reforçaria o caixa do governo estadual em R$ 466 milhões.
    A favor

    ""

  • Congelar salários do funcionalismo:

    Contra
    É a favor de que os funcionários públicos participem do esforço de manter as contas públicas em ordem, com congelamento de salários, em tempos de arrecadação em queda?
    Contra

    "Não podemos mexer em direitos adquiridos, conforme determina a Constituição Federal. Vamos racionalizar a administração, recuperando a capacidade de planejamento do Estado, e com isso fazendo a arrecadação voltar a crescer. Precisamos acreditar em um futuro de bonança para o Paraná, em vez de administrar uma crise sem fim."

  • Privatizar estatais (total ou parcialmente):

    Contra
    É a favor de privatizar, total ou parcialmente, estatais como Copel, Sanepar e Compagas?
    Contra

    "Nós não vamos privatizar. Nós vamos fortalecer essas empresas e seus verdadeiros acionistas: o povo paranaense."

  • "Escola Sem Partido" em nível estadual:

    Contra
    É a favor da adoção de iniciativas no estilo "Escola Sem Partido" no ensino estadual?
    Contra

    "É indefensável limitar o professor na fala sobre política dentro da escola. Não digo defender uma ideologia, isso não. Mas falar em política significa falar da história do próprio país, que passou por diversos fatos que influenciam nossas vidas. Somos seres políticos, não tem como não falar de política. Não podemos voltar para o tempo da censura. A escola sem partido também prejudica duas disciplinas que consideramos importantes, a sociologia e filosofia, disciplinas que pretendemos manter no currículo das escolas do Paraná."

  • Rever aumento de ICMS e IPVA:

    A favor
    É a favor de rever as atuais alíquotas de ICMS e IPVA, que tiveram aumento quando a arrecadação estadual foi afetada pela crise?
    A favor

    "Essa é a política de Beto e sua equipe por oito anos, que inclui Cida e Ratinho. O nosso planejamento é inverso. Tornar o Estado um indutor de crescimento para que, com mais investimentos e consumo, o governo possa aumentar a arrecadação sem subir alíquotas."

  • Continuar com pedágio no PR:

    Contra
    É a favor de continuar cobrando pedágio no Paraná, concedendo a administração das rodovias, por licitação, à iniciativa privada?
    Contra

    "Precisamos retomar o controle sobre nossas rodovias, e então acordar com o povo paranaense qual modelo de gestão vamos adotar para elas. Ouvir o setor produtivo, os produtores rurais, os transportadores. Felizmente os contratos estão vencendo, e vamos poder decidir com racionalidade, sempre em benefício da população do Paraná."

  • Reduzir área da Escarpa Devoniana:

    Contra
    É a favor de discutir, pelo viés de redução, o tamanho da área de preservação ambiental da Escarpa Devoniana?
    Contra

    "Sou contra a redução. A Escarpa Devoniana é uma Área de Proteção desde 1992. Além do irreversível impacto ambiental apontado por pesquisadores da UEPG, a Comissão de Direito Ambiental da OAB-PR já se manifestou contra o projeto, que é avaliado como inconstitucional. A redução de 392 para 126 mil hectares é um absurdo, um retrocesso. Não podemos deixar que os campos de cerrado, formações geológicas, cavernas e furnas da região dos Campos Gerais fiquem à mercê do avanço da agricultura e das plantações de pinus."

  • Faixa de Infraestrutura no litoral:

    A favor
    É a favor da construção da Faixa de Infraestrutura no Litoral do Paraná?
    A favor

    "Nós somos favoráveis ao desenvolvimento da região litorânea do Paraná, e vemos que a faixa de infraestrutura traria desenvolvimento para essa região. Mas é necessário analisar todos os impactos possíveis de um empreendimento como esse, devemos identificar se o benefício do projeto será para toda a população, e não simplesmente para o benefício de uma única família."

  • Nova ferrovia ligando o PR ao MS:

    A favor
    É a favor de uma nova ferrovia, ligando Dourados (MS) ao Porto de Paranaguá (PR), aproveitando um trecho já operado pela Ferroeste?
    A favor

    "O setor tem discutido duas propostas: O governo precisa decidir se optará por apoiar o projeto do Governo Federal, de construção de uma ferrovia de bitola larga entre Dourados (MS) e Paranaguá, ou investir na incorporação da Ferroeste à Rumo, criando um corredor ferroviário conectado entre o Oeste e o Porto. Ambos os projetos tem suas vantagens e limitações. Para além disso, apoio incondicionalmente a expansão ferroviária do Paraná. Dada nossa matriz econômica e vocação portuária exportadora, trata-se de um investimento fundamental para o desenvolvimento do Estado."

Santinho João Arruda 15 (MDB) Governador | Paraná | Eleições 2018
Compartilhe este candidato

Atualizado em 13/11/2018 13:30 com dados do TSE. Encontrou alguma informação incorreta? Veja aqui como proceder.

Últimas notícias sobre João Arruda

Últimos Gráficos: Paraná

Veja quem foi eleito no Paraná e os resultados das eleições 2018 em dados, mapas e gráficos:

+ Todos os gráficos

Programa de governo do candidato João Arruda

O plano de governo foi construído pela chapa MDB-PDT-SD e aproveitou as bases do modelo que seria defendido por Osmar Dias (PDT). O texto tem 34 páginas e seis grandes prioridades: transparência; participação popular; eficiência da administração pública; segurança; emprego; e sustentabilidade.

Plano-de-governo-João-Arruda.pdf
Veja o programa de todos os candidatos

Propostas do candidato João Arruda

Veja o que pensa João Arruda, candidato do MDB a Governador nas Eleições 2018, em áreas como saúde, economia, educação e segurança

  • Educação

    1. 1. Garantir o acesso à escola a todas as crianças e a todos os jovens paranaenses; e aos adultos que não tiveram a oportunidade de estudar na idade certa. 2. Retomar a política educacional que alçou o Paraná aos primeiros lugares na avaliação nacional dos nossos alunos do ensino fundamental e médio. 3. Restabelecer iniciativas como o Programa de Desenvolvimento Educacional, o PDE, a formação continuada; a TV Paulo Freire; o Fera com Ciência; recuperar o Plano de Cargos e Salários do Professores e Funcionários Educacionais; reintroduzir e estender o alcance do Livro Didático Público; revigorar o Portal Dia a Dia da Educação; renovar os equipamentos de informática à disposição de alunos e professores e completar a extensão da rede de fibra ótica para todas as escolas. 4. Escola Integral. Esse deve ser o passo adiante, para garantir às crianças e aos jovens paranaenses o mais avançado ensino do país. Fizemos uma vez. Faremos novamente.
  • Previdência

    1. Nos últimos oito anos, uma das mais sólidas instituições públicas do Paraná também foi abalada e arruinada: a Previdência Pública do Estado. As reformas empreendidas, com o fito de se buscar recursos para cobrir rombos em todos os setores da administração, descapitalizou fortemente a Previdência Estadual. Tratou-se de uma intervenção criminosa, irresponsável, um verdadeiro assalto sobre o dinheiro do funcionalismo estadual. Com essas “reformas”, o governo deixou de repassar mais de cinco bilhões de reais para o Fundo de Previdência. Essas reservas que hoje deveriam montar em 13 bilhões de reais ou mais, não chegam a seis bilhões, colocando em risco a aposentadoria, presente e futura, dos servidores públicos do Paraná. Logo, a viabilização de recursos, para recuperar as reservas desbaratadas pela administração atual –o governo em exercício e o que renunciou- vai ser a nossa prioridade. Apenas assim será possível garantir a aposentadoria dos servidores no Fundo de Previdência.
  • Saúde

    1. 1. Concluir as obras, equipar e contratar pessoal para o pleno funcionamento da Rede de 44 Hospitais Regionais Públicos construídos, reformados e ampliados na gestão do PMDB 2003/2010. A conclusão e funcionamento da Rede são vitais para a regularização do fluxo de atendimento e para enfrentar as filas de espera por cirurgias e serviços especializados. 2. Completar a implantação da Rede com a construção de Hospitais Regionais de Alta Complexidade. A procura por cirurgias e tratamento especializado precisa ser descentralizada e o atendimento deve ser próximo de onde as pessoas vivem. 3. Fortalecer a relação do Estado com os Hospitais Conveniados com o SUS, estabelecendo um curso fluente no atendimento regionalizado e em centros de especialidades.
  • Segurança Pública

    1. 1. Retomada do programa Polícia Comunitária, o mais avançado conceito de segurança no mundo. A Polícia integrada à vida da população, presente em seu dia-a-dia, no local de moradia, de trabalho, de lazer, de estudo. 2. Logo, restabelecimento do Projeto Povo, os módulos móveis da Polícia Militar, para dar completa cobertura à segurança dos bairros de nossas cidades; reequipamento dessas equipes com veículos, armas e instrumentos eletrônicos e de informática para uma perfeita execução de suas tarefas. 3. Retomada do programa Bombeiros Comunitários, outra iniciativa pioneira em nosso país e que de forma criativa expandiu o atendimento a emergências em todo o Paraná. 4. Retomada das Patrulhas Rurais, para estender também à área rural a proteção à vida e à propriedade. 5. Fortalecimento dos Conselhos Comunitários de Segurança, os Consegs, inserindo-os de forma efetiva na definição e execução da política de segurança. Os Consegs, como representantes da comunidade, devem ser ouvidos e respeitados pelo Estado.

Últimas Pesquisas com João Arruda

+ Todas as pesquisas

Últimas Pesquisas: Paraná

PUBLICIDADE